Por que sua empresa deve investir em canais próprios de comunicação

O Facebook está de fato dominando a Web. Isso parece bom, mas existe um problema

A partir do momento que você ou a sua empresa adere ao Facebook, o conteúdo criado por lá não é seu. Embora existam regras sobre privacidade, a empresa de Mark Zuckerberg passa a ser proprietária do seu conteúdo: textos, fotos, vídeos e também dados sobre o seu comportamento, como por exemplo o tempo que você para sobre uma postagem na tela, onde clica, termos de pesquisas, palavras digitadas (ainda que não sejam postadas), tudo!

Além disso, a qualquer momento sua página pode ser excluída, sem chance de recuperação, por supostamente descumprir os Termos de Uso do site.

É claro, o Facebook está no seu direito. Mas pense em todo o o esforço aplicado por você para receber curtidas, postar conteúdo de qualidade, engajar sua audiência etc, para de repente ter sua página excluída, sem aviso prévio.

Ainda que ela não seja excluída, existe uma grande limitação no alcance dos posts. O Facebook te coloca em um circuito no qual você precisará ad infinitum injetar dinheiro em publicidade para que suas publicações cheguem às pessoas QUE JÁ CURTIRAM A SUA PÁGINA.

Portanto, esteja atento. Não invista somente no Facebook. O conteúdo produzido por sua empresa na Internet é valioso e deve estar presente também — e principalmente, em canais proprietários, como um site institucional, onde você pode publicar em modo nativo (hospedar ali mesmo, não somente em mídias sociais), textos, fotos, gifs, infográficos, vídeos, podcasts e outras derivações de conteúdo.

A questão que deixo, para finalizar, é: A sua empresa sobreviveria se o Facebook deixasse de existir?

Pense nisso e, se precisar de ajuda para gerenciar o seu processo de geração e publicação de conteúdo entre em contato conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*